26/11/2021 às 09h16min - Atualizada em 26/11/2021 às 18h20min

PV-SP e Fundação Verde Herbert Daniel iniciam série de encontros em cidades paulistas

Empoderamento feminino, juventude, diversidade e causa animal são alguns dos temas debatidos a partir da realidade dos municípios. O primeiro evento ocorreu sábado, 20, em São Paulo.

SALA DA NOTÍCIA Valle da Mídia
Da cidade litorânea de São Sebastião ao município de Dracena, no oeste paulista, o Partido Verde do Estado de São Paulo (PV-SP) chegará em diferentes regiões até maio de 2022 para conhecer a realidade local e debater temas e causas relevantes. A largada foi dada no sábado, 20, em São Paulo.

Realizados pela Fundação Verde Herbert Daniel, com uma equipe sob coordenação da ex-deputada estadual e Secretária de Organização do PV-SP, Regina Gonçalves, os eventos são espaços para promover o diálogo e a troca de ideias. Nos encontros, o tema “Caminho para o Eco-Conhecimento: realidades e desafios” é dividido em cinco eixos: mulher, juventude, diversidade, causa animal e agir local.

"Queremos promover o debate, escutar o que a população tem a dizer sobre esses temas para, depois, propor políticas públicas pensando nessas demandas da sociedade. Acreditamos muito em agir localmente porque, se as pessoas não entenderem o que está acontecendo no próprio entorno, no bairro, fica difícil se conectar com o global”, comenta Romildo Campello, da Secretaria da Comunicação do PV-SP.

Esse projeto da Fundação Verde Herbert Daniel compactua com o objetivo da entidade instituída pelo Partido Verde em 2007 e que busca a formação de líderes e dirigentes preocupados com causas como a ambiental. O compartilhamento do conhecimento com faculdades e universidades em diferentes regiões do Estado e com movimentos da sociedade civil permitirá uma visão das particularidades e das pautas locais.

No eixo “Mulher, é hora de voar”, a intenção é atrair as mulheres para dialogar sobre o cenário social atual. Com a presença de especialistas em psicologia, comportamento e comunicação, os encontros ajudam a construir um grupo de mulheres na região, formando agentes multiplicadoras dos conceitos de sororidade e empoderamento feminino, encorajando-as a participarem da política nacional.

Já no “Escuta juventude”, a ideia é mapear, conhecer e acolher jovens interessados e com perfil na causa climática, dando subsídio para engajamento e formação de jovens ativistas. Ao final dos encontros, em maio de 2022, pretende-se formar e capacitar 100 jovens ativistas paulistas.

Quando a “Diversidade em pauta” chega, é hora de tratar de um desafio enorme: envolver e abrir espaço para a população negra, indígenas, segmentos étnicos, LGBTQIA+ e de pessoas com deficiência, para propor novas políticas públicas que atendam esta relevante parcela da sociedade.

Na causa animal, a Fundação e o PV-SP buscam levar uma apresentação do tema, com pontos como a castração e adoção de cães e gatos, o tratamento humanitário de animais ditos de produção, o respeito e a preservação de silvestres e a observação de protocolo seguro contra sofrimento de animais para entretenimento.

E, por fim, no “Agir local, caminhos verdes”, a equipe dialoga e interage com as lideranças locais da sociedade civil e universidades, formando e capacitando quadros para mobilização e construção do projeto 2022.

Interessados em participar do evento, que é gratuito, podem fazer sua inscrição pelo https://forms.gle/x79csf9Mvhe97fKf8

Serviço:

Cidades com encontros em novembro e dezembro: São Paulo, São José dos Campos, Dracena e Santa Bárbara D'Oeste

Cidades com encontros de janeiro a maio de 2022: Araraquara, Itapetininga, Pederneiras, Ribeirão Preto, São Sebastião, Sertãozinho, Presidente Prudente e São José do Rio Preto


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Como você avalia nosso conteúdo?

56.4%
25.1%
10.6%
7.9%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp