29/09/2022 às 14h55min - Atualizada em 30/09/2022 às 00h00min

Dia Mundial do Coração: pacientes que tiveram Covid-19 devem passar por avaliação cardiológica

A recomendação vale para todos os infectados pela doença, em especial aos praticantes de atividades físicas

SALA DA NOTÍCIA Lícia Maria Assunção Martins
São Paulo, setembro de 2022 – Em 29 de setembro, é celebrado o Dia Mundial do Coração, data que chama a atenção para cuidados com a saúde do sistema cardiovascular. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), em torno de 400 mil pessoas morrem por ano no país em decorrência de doenças cardíacas, e 14 milhões de brasileiros têm alguma doença no coração.

Com a pandemia da Covid-19, as descobertas em relação ao coronavírus incluem também a preocupação com os efeitos negativos da doença sobre o coração e outros órgãos. Em fevereiro deste ano, um estudo publicado na revista Nature, realizado por cientistas da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, revelou que a infecção causada pela Covid-19 aumenta os riscos do desenvolvimento de doenças cardiovasculares, inclusive em pacientes que apresentaram sintomas leves.

De acordo com o médico Irapuan Magalhães Penteado, coordenador do serviço de cardiologia do Hospital IGESP, a Covid-19 é uma doença que afeta diversos órgãos e que pode ocasionar complicações a longo prazo. “As complicações podem afetar o coração e os vasos sanguíneos. A inflamação ocasionada pelo coronavírus pode influenciar no aparecimento de arritmias cardíacas, infarto agudo do miocárdio, angina e trombose dos vasos, miocardites e pericardites” afirma o especialista.

O cardiologista explica que é fundamental que os pacientes infectados pela Covid-19 passem por avaliação cardiológica capaz de definir se houve ou não comprometimento do coração. A atenção deve ser maior nos casos em que o paciente é praticante ou quer iniciar uma rotina de atividades físicas.

“Todos devem passar por uma avaliação médica antes de iniciar a prática de exercícios. Agora, com o que já se sabe sobre os efeitos da Covid-19 e considerando que a maioria das pessoas parou ou reduziu seu treinamento físico durante a pandemia, é recomendável que, antes de retomá-lo, sejam submetidas a uma avaliação pré-participação cardiológica (APP)”, pontua o coordenador do serviço de cardiologia do Hospital IGESP.

A avaliação cardiológica deve incluir pelo menos anamnese (entrevista realizada pelo médico para conhecimento do histórico do paciente e fundamentação do diagnóstico), exame físico e eletrocardiograma de repouso de 12 derivações (ECG). As recomendações de exames complementares na APP variam conforme a prática esportiva e podem ser diferentes também de acordo com o quadro clínico do paciente durante a infecção por Covid-19.

Sobre o Hospital IGESP
Fundado em 1956, o Hospital IGESP é um hospital geral de máxima eficiência e perfil cirúrgico, conceito atestado em sua competente equipe de profissionais da saúde, mobilizada para cuidar dos pacientes de forma global. O corpo clínico é composto por especialistas renomados que estão em constante processo de atualização e aprimoramento de novas técnicas que visam garantir a eficiência da assistência e o bem-estar dos pacientes. Para mais informações acesse: www.hospitaligesp.com.br.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »