13/09/2022 às 17h43min - Atualizada em 14/09/2022 às 00h00min

A importância dos médicos-veterinários na sociedade deste século

Trabalho deste profissional têm um contexto amplo, indo além dos cuidados de cães e gatos

SALA DA NOTÍCIA Daniela Nucci
Divulgação

Você sabia que o médico -veterinário tem uma data especial só para ele? Em 9 de setembro, é celebrado o Dia do Veterinário. A Medicina Veterinária, profissão criada no Brasil em 1918 e regulamentada em 9/9/1933, portanto há 87 anos apenas, é hoje uma das mais importantes profissões no Brasil e no Mundo.

Embora muitos não saibam, este profissional não atua apenas no tratamento de cães e gatos. Sua área de trabalho tem um contexto amplo. Além de cuidar da prevenção e cura da saúde dos pets, esse especialista inspeciona produção de alimentos, produção de medicamentos e até na busca por novas vacinas para bichinhos e pessoas.

Muitas vezes, ele está à frente da de protocolos de limpeza em hospitais que atendem humanos, na defesa sanitária animal, saúde públicasaúde única, ensino técnico e superior, pesquisa, extensão rural até no resgate de animais em desastres e preservação ambiental e ecológica. “Normalmente somos vistos pelos leigos como o Médico dos Bichinhos. A clínica médica e cirúrgica de animais é hoje uma das inúmeras atribuições que este profissional possui e sem dúvida uma das mais importantes até por estabelecer uma agradável empatia com a sociedade, mas não deixa de ser uma atividade sanitarista”, explica o médico-veterinário e diretor da Faculdade Qualittas, Francis Flosi (Foto).

Origem

A cura dos animais teve seu início junto com as civilizações mais antigas. Dizem às lendas que o Centurião Quirão (filho do deus Cronos e da ninfa Filira) – Deus da Medicina Veterinária, um ser metade homem, metade cavalo, filho de Saturno Deus do tempo foi quem levou seus conhecimentos á Esculápio antecessor de Hipócrates 2.000 A• C.

Passo a passo com a Medicina Humana

A atividade da Medicina Veterinária conta, hoje, com alta biotecnologia. A produção animal no Brasil é um dos segmentos mais importante no PIB do Brasil, e o médico-veterinário contribui para a produção de proteína animal, fonte alimentar e de qualidade para o mercado interno e externo, onde hoje somos o maior produtor e exportador de carne no mundo.

Segundo Flosi, no campo da saúde pública e saúde única, a Medicina Veterinária se coloca como sentinela avançada da saúde pública. “Estabelecemos a profilaxia das doenças de animais transmissíveis ao homem, as chamadas zoonoses”, destaca o especialista.

Seria até impossível detalhar todo o trabalho e ações desse profissional em prol da sociedade. “Temos que dar valor ao nosso trabalho: valor na indústria, valor na veterinária preventiva, valor na cirurgia veterinária, valor na saúde pública e na saúde única , valor na produção de alimentos, valor na clínica veterinária, valor no frigorífico, valor no campo, valor na pesquisa e extensão e, por fim, o valor na geração de riquezas”, aponta.

Mas a despeito de todas as dificuldades que se enfrenta, o médico-veterinário se prepara para este século, com conhecimento, com tecnologia, com ética e, sobretudo preocupado com o futuro.

“Devemos deixar então um legado de estímulo a todos os profissionais que tem no dia 9 de setembro marcado em sua história, lembrando que o estudo continuado e a dedicação permanente certamente contribuirão para uma Medicina Veterinária melhor e o verdadeiro reconhecimento da importância da profissão no dia a dia do homem no século XXI”, finaliza Flosi.

Aos que escolheram a Medicina Veterinária como profissão, a Qualittas deseja os parabéns pela escolha e espera contribuir para a formação desses profissionais, levando educação continuada aos quatro cantos do Brasil e estimulando troca de conhecimento e valorização profissional.


 


Notícias Relacionadas »
Comentários »