02/09/2022 às 13h43min - Atualizada em 03/09/2022 às 00h00min

Fundação do primeiro time vegano do Brasil gera curiosidade e expectativa

Clube Laguna propõe uma forma alegre e diferente de jogar futebol, com uma alimentação à base de vegetais e o veganismo como uma das bandeiras

SALA DA NOTÍCIA Valle da Mídia
A criação o primeiro time de futebol profissional com princípios veganos no Brasil vem sendo cercada por curiosidade e expectativa. Além de se encaixar no projeto de Sociedade Anônima do Futebol (SAF), ainda novidade no país, o Clube Laguna tem sócios-fundadores adeptos ao veganismo. 

Conforme um deles, Gustavo Nabinger, 38 anos, ex-jogador, vegano desde 2019 e técnico profissional do clube, explica, “nos ambientes de concentração e alojamento a alimentação e os produtos disponibilizados aos atletas serão veganos”.

No estádio, a ideia é também ter somente lanches sem ingredientes de origem animal, para que as pessoas conheçam novos sabores e percebam como o veganismo está mais perto do que imaginam. Nabinger quer mostrar aos jogadores e torcedores que é possível adotar uma dieta a base de vegetais de forma saudável, rica em energia, saborosa, além dos benefícios agregados de consumir menos produtos de origem animal.

Além de ser o primeiro time de futebol que defende o veganismo no Brasil, o Laguna é o segundo do mundo com essa proposta. Inspirado no Forest Green, da Inglaterra, criado em 2015, o novo clube brasileiro pretende chegar à Série A do Campeonato Brasileiro.

Uma equipe de profissionais de saúde da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) que conta com nutricionistas, ortopedistas, médicos e psicólogos veganos, com conhecimento aprofundado sobre alimentação 100% vegetal e da sua interação com o esporte, dará todo suporte para que os atletas tenham o máximo de desempenho.

Na parte da saúde, é importante lembrar que uma dieta desequilibrada, inclusive onívora, traz riscos à saúde e isso não é diferente só por ser vegana. Um consumo correto de frutas, legumes, verduras, leguminosas e cereais integrais garante todos os nutrientes e uma ótima performance dos atletas.

“Diferentemente do que muitos pensam, a dieta Plant Based é perfeita para atletas e contribui imensamente para a performance esportiva. No esporte, dois principais pontos positivos chamam a atenção na relação alimentação vegana x performance e recuperação esportiva: alta carga de alimentos ricos em antioxidantes e aporte facilitado de carboidrato” explica Marcela Worcemann, nutricionista esportiva integrante do Green Team, iniciativa da Sociedade Vegetariana Brasileira que visa ajudar, unindo atletas de alto rendimento e profissionais de saúde especializados em nutrição Plant-Based.
 
SOBRE A SOCIEDADE VEGETARIANA BRASILEIRA
Fundada em 2003, a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) é uma organização sem fins lucrativos que promove a alimentação vegana como uma escolha ética, saudável, sustentável e socialmente justa. Por meio de campanhas, programas, convênios, eventos, pesquisa e ativismo, a SVB realiza a conscientização sobre os benefícios do vegetarianismo e trabalha para aumentar o acesso da população a produtos e serviços veganos. Para mais informações, acesse www.svb.org.br ou os perfis no Instagram, Facebook e YouTube.
Notícias Relacionadas »
Comentários »