23/09/2021 às 17h02min - Atualizada em 23/09/2021 às 17h40min

Relatório Vesta indica que fraudes em transações sem cartão estão ficando mais sofisticadas

Android é o sistema operacional com a maior porcentagem de transações fraudulentas; Windows e OS X são os sistemas com maior valor neste tipo de transação

SALA DA NOTÍCIA Carlos Silva
https://vesta.io
Foto: MediaModifier/Pixabay
 

A Vesta, plataforma de garantia de transações ponta a ponta para compras on-line, lançou hoje seu primeiro Relatório Global de Fraude de Cartão Não Presente (CNP), que inclui uma análise de milhões de transações digitais do 1º trimestre de 2020 ao 1º trimestre de 2021 para rastrear como a fraude CNP evoluiu durante esse período.

A porcentagem geral de transações globais que seu sistema identificou como potencialmente fraudulentas variou de 13% no primeiro trimestre de 2020 a 11% no mesmo período de 2021, com o valor médio de cada transação fraudulenta subindo de US$ 126 para US$ 134 (o trimestre com o maior valor médio de transação fraudulenta foi o quarto trimestre de 2020, com US$ 155 por transação). No entanto, as tentativas de fraude não são distribuídas uniformemente: as tentativas fraudulentas contra comerciantes individuais variaram de 0,8% a mais de 30%, dependendo do segmento (vertical) e região geográfica do negócio.

O primeiro trimestre de 2021 viu menos fraudes na comparação com o primeiro trimestre de 2020, mas o valor médio aumentou US$ 8 por transação, sugerindo que a fraude pode se tornar um problema ainda mais caro em 2021 do que em 2020.

As transações de comércio eletrônico têm aumentando há anos, mas quando se observa o número de transações digitais em 2020, fica claro que a pandemia COVID-19 acelerou significativamente o crescimento do comércio eletrônico. De acordo com o Digital Commerce 360, em 2020, os consumidores gastaram US$ 861,12 bilhões on-line apenas com os comerciantes dos EUA, representando um aumento de 44% sobre o ano anterior. O crescimento global do comércio eletrônico, por sua vez, também foi muito robusto em 2020. O eMarketer estima que as vendas mundiais do comércio eletrônico cresceram 27,6% ao ano, para um total de US$ 4,28 trilhões.

Uma transação CNP ocorre quando uma venda é feita sem que o cliente apresente fisicamente seu cartão de crédito ao comerciante, e quando uma transação CNP se revela fraudulenta, a responsabilidade é do comerciante. Quando um comerciante aprova uma transação de CNP fraudulenta, um estorno é gerado, e eles vêm com taxas, às vezes de até US$ 25 por incidente. No primeiro trimestre de 2020, a Vesta verificou que 13% do total de transações eram provavelmente fraudulentas e, portanto, bloqueou essas transações para proteger seus clientes. 

É importante lembrar que 13% é um número agregado, que inclui traders de alto e baixo risco. Para comerciantes de baixo risco, a Vesta aprovava até 99% de todas as transações, mas para comerciantes de alto risco essa taxa de aprovação variava muito com base na atividade fraudulenta. Para comerciantes de alto risco que não têm uma solução como a da Vesta, a aprovação de tantas transações fraudulentas pode ter um impacto terrível na receita e na reputação geral da marca.

“Se uma empresa de comércio eletrônico processa cinco milhões de transações por ano e 13% delas são fraudulentas, ela está lidando com 650 mil transações não autênticas. Se cada uma delas gera uma taxa de estorno de 25 dólares, ela está gastando mais de 16 milhões de dólares em taxas”, disse Ron Hynes, CEO da Vesta. “Por outro lado, se a empresa rejeitar muitas transações legítimas em um esforço para combater a fraude, acaba com perdas significativas. Por exemplo, se esse mesmo comerciante que faz cinco milhões de transações por ano tem um valor médio de pedido de US$ 125 e bloqueia 30% de todas as transações, quando apenas 13% eram fraudulentas, ele agora está perdendo mais de US$ 100 milhões em receita anual. Isso é o que torna a fraude em transações sem cartão um problema tão difícil de solucionar: é preciso encontrar o equilíbrio perfeito entre o combate às fraudes e a maximização das aprovações de transações legítimas.”

Há cinco sistemas operacionais responsáveis pela maioria dos pedidos de comércio eletrônico: Android, iOS, Linux, OS X e Windows. A Vesta descobriu que o Android é o sistema operacional com a maior porcentagem de transações fraudulentas, com até 26% no primeiro trimestre de 2020, mas com o valor médio em dólares mais baixo. O valor das transações fraudulentas é mais alto nos sistemas operacionais OS X e Windows, o que indica que os fraudadores realizam seus ataques mais caros no ambiente de trabalho.

Outro elemento crítico no relatório da Vesta é uma análise de fraude em transações sem cartão com ligação direta, quando comparadas com aquelas com ligação indireta. A ligação direta significa que há uma conexão comum dentro das transações que os comerciantes podem procurar como sinais de possível fraude; Por exemplo, se cinco pedidos chegam ao mesmo tempo para o mesmo item e do mesmo endereço de e-mail, é um sinal claro de que as transações podem ser fraudulentas. A ligação indireta significa que as transações são vinculadas por meio de uma rede mais complexa de elementos, geralmente um sinal de fraudadores mais sofisticados tentando encobrir seus rastros, tornando muito difícil para os comerciantes detectá-los.

“Infelizmente, estamos vendo transações fraudulentas com ligações indiretas aumentando em toda a cadeia, e o valor médio dessas transações é maior do que aquelas com ligações diretas, tornando-se um problema ainda mais caro e complicado para os comerciantes”, afirmou Hynes. “A única maneira de efetivamente identificar e prevenir fraudes em transações sem cartão com ligações indiretas é com o uso do aprendizado de máquina, e é fundamental usar modelos que tenham sido treinados com base em milhões de transações globais e que possam estabelecer conexões que os humanos simplesmente não conseguem ver”, finalizou.

O Relatório de Fraude Global CNP completo da Vesta pode ser acessado neste link. Para saber mais sobre a Vesta e suas soluções de prevenção de fraude e garantia de transações, basta visitar o site www.vesta.io.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Como você avalia nosso conteúdo?

56.1%
25.1%
10.8%
8.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp