18/09/2021 às 16h28min - Atualizada em 20/09/2021 às 00h00min

Mais de 200 são detidos em protesto contra o confinamento em Melbourne, na Austrália

Seis policiais ficaram hospitalizados após confrontos na segunda cidade mais populosa do país, que enfrenta seu sexto confinamento. Autoridades locais notificaram mais de 500 casos por Covid-19 neste sábado (18).

SALA DA NOTÍCIA G1
https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/09/18/mais-de-200-sao-detidos-em-protesto-contra-o-confinamento-em-melbourne-na-australia.ghtml

Seis policiais ficaram hospitalizados após confrontos na segunda cidade mais populosa do país, que enfrenta seu sexto confinamento. Autoridades locais notificaram mais de 500 casos por Covid-19 neste sábado (18). Policiais disparam spray de pimenta durante confronto com manifestantes contra o confinamento em Melbourne, na Austrália, no sábado (18)
James Ross/AAP Image via AP
Mais de 200 manifestantes foram detidos e vários policiais ficaram feridos neste sábado (18) em Melbourne, Austrália, em violentos distúrbios durante um protesto contra o confinamento imposto para frear o coronavírus.
As forças de segurança usaram spray de pimenta contra os manifestantes na segunda cidade mais populosa do país, onde centenas de pessoas violaram a obrigação de ficar em casa para protestarem contra o confinamento.
Melbourne, capital do estado de Victoria, vive seu sexto confinamento desde o início da pandemia. As autoridades locais notificaram neste sábado mais de 500 casos por Covid-19.
Policiais disparam spray de pimenta durante confronto com manifestantes contra o confinamento em Melbourne, na Austrália, no sábado (18)
James Ross/AAP Image via AP
A polícia informou que seis agentes foram hospitalizados após serem lesionados pelo lançamento de objetos e pisoteados durante os confrontos contra cerca de 700 manifestantes.
"O que vimos hoje é um grupo que se uniu, não para exigir mais liberdades, e sim para confrontar e lutar com a polícia", declarou à imprensa o comandante da Polícia de Victoria, Mark Galliott.
Melbourne está confinada desde o final de julho e Sydney desde o final de junho.
As autoridades afirmam que estão se esforçando para encontrarem uma forma de aliviar essas restrições.
Vídeos: Os mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias

Fonte: G1.COM.BR
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Como você avalia nosso conteúdo?

56.2%
25.0%
10.7%
8.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp