10/09/2021 às 09h53min - Atualizada em 10/09/2021 às 11h10min

Uso de LED garante eficiência na iluminação de campos de futebol e quadras esportivas

Um ambiente inadequado prejudica o rendimento dos atletas e desestimula a prática de exercícios

SALA DA NOTÍCIA Dariane Carvalho Campos
Na hora de projetar ou escolher um espaço para praticar esportes, a iluminação adequada é fundamental. Para se ter uma ideia, até a modalidade esportiva que será praticada no local influencia no planejamento. Um refletor mal colocado é capaz de acabar com muitas jogadas em um jogo de vôlei, assim como um campo de futebol exige mais pontos de luz que uma quadra de tênis. O desafio é garantir um ambiente com iluminação uniforme, que não ofusque a visão e produza o mínimo de sombras possível.

De acordo com Jolimar Costalonga Grancer, gerente da concessionária IP Minas – formada pelas empresas Quantum Engenharia e Fortnort – uma boa iluminação leva em conta o contraste produzido pela luz, a ausência de ofuscamento, a visibilidade, o estado de adaptação e conforto do olho, o tamanho dos objetos em quadra e a velocidade na qual o esporte é praticado. “A regra mais importante, no entanto, é observar se a iluminação cobre toda a área da quadra”, explica.

Responsável pela iluminação de cinco campos de futebol na cidade mineira de Ribeirão das Neves, onde a IP Minas é encarregada do sistema, Grancer explica que o sucesso do projeto depende ainda de outros detalhes, como a temperatura da cor produzida pelos equipamentos. Luzes brancas e frias, como as LEDs, são as mais indicadas no ambiente esportivo porque proporcionam um clima estimulante. Já as cores mais quentes, como as amareladas ou avermelhadas, deixam as pessoas mais relaxadas. A regra vale para as quadras, corredores e até vestiários.

Iluminação e visibilidade nas quadras esportivas

Alguma vez você olhou diretamente para uma luz e sua visão ficou turva ou cega temporariamente? Esse fenômeno é conhecido como ofuscamento. Jolimar Grancer explica que, para não prejudicar o desempenho dos atletas e a visão dos espectadores, a iluminação de espaços esportivos deve ter um índice de ofuscamento unificado (UGR) de, no máximo, 22. Também é importante observar a quantidade de luz responsável por cobrir a superfície do local. 

“A iluminância, como é conhecido este fator, é medida pela unidade denominada lux (LX). Assim, a medida para quadras esportivas deve ser de 300 LX no plano horizontal, mas pode variar conforme o esporte praticado”, destaca. 

Não menos importante, a escolha dos refletores para a iluminação de quadras esportivas deve levar em conta a potência e o material. O gerente da IP Minas esclarece que a potência é definida a partir da quantidade de luz necessária por quadra. Em relação ao material, considerando fatores como vida útil superior a outros modelos de refletores e consumo reduzido de energia, o mais indicado é utilizar a moderna tecnologia LED. 

“A quantidade e a distância ideal de postes de luz serão definidas no projeto luminotécnico. Assim como a quantidade de refletores por poste. Pode até parecer simples, mas o uso de pouca luz ou ainda uma iluminação muito forte pode gerar diversos problemas, como acidentes e cansaço nos olhos”, conclui.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Como você avalia nosso conteúdo?

56.2%
25.0%
10.7%
8.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp