24/08/2021 às 19h25min - Atualizada em 25/08/2021 às 00h00min

Fotógrafo da Reuters foi morto após ser deixado para trás, diz general afegão

Danish Siddiqui cobria avanço talibã no país; agência de notícias defende que avaliação de risco foi feita

Folha de São Paulo
https://redir.folha.com.br/redir/online/mundo/rss091/*https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2021/08/fotografo-da-reuters-foi-morto-apos-ser-deixado-para-tras-diz-general-afegao.shtml

Em junho, quando a campanha do Talibã para reconquistar o Afeganistão se intensificava, centenas de pessoas estavam morrendo nos combates e dezenas de milhares de pessoas estavam fugindo. Danish Siddiqui, 38, conceituado fotojornalista da Reuters residente em Nova Déli, decidiu que queria ajudar a cobrir o que estava acontecendo. Falou a um de seus chefes: "Se nós não formos para lá, quem é que vai?"
Leia mais (08/24/2021 - 19h25)

Fonte: https://redir.folha.com.br/redir/online/mundo/rss091/*https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2021/08/fotografo-da-reuters-foi-morto-apos-ser-deixado-para-tras-diz-general-afegao.shtml
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Como você avalia nosso conteúdo?

56.0%
25.3%
10.7%
8.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp